segunda-feira, 12 de setembro de 2011

quando terminou o que nunca começou, comprei um peixe e depositei nele o que sentia por ti..
e ainda vive...
.... o peixe.



2 comentários: